Notícias

Eletrônica e Informática

19/05/2017 - IPESI INFORMA

Unidade brasileira da Stanley Black&Decker aplica conceitos da indústria do futuro

Com 25 linhas de montagem, 350 pessoas trabalhando na fábrica e extenso conjunto de itens necessários às cadeias de produção, a operação brasileira de manufatura da Stanley Black&Decker se destaca, entre 50 unidades fabris no mundo, como referência de controle e qualidade. Um dos eixos dessa estratégia é ter todo o parque produtivo gerenciado de forma integrada, com automação do monitoramento dos equipamentos e a plataforma de MES (sistema de execução de manufatura) PC-Factory, da PPI-Multitask.

Além de ter consolidado as melhores práticas de gestão de produção e qualidade, a plataforma de MES também foi um grande facilitador na incorporação das operações industriais da Stanley. O sistema sustenta o programa Six Sigma de melhorias contínuas.

"Com o PC-Factory, enxergo as condições do parque inteiro", diz Fernando Bortolozzo, gerente de produção. "Nas linhas de montagem, implementamos o kanban eletrônico e todo o chão de fábrica pode ver qualquer notificação atraso por meio de andons (sinalização eletrônica). O gerenciamento online e a automação também disciplinaram o relacionamento entre as áreas de produção e manutenção, com redução de ruídos no fluxo de trabalho", descreve o gestor industrial.

Bortolozzo explica que a maioria das unidades da Stanley Black&Decker no mundo é voltada à montagem, com terceirização da produção de outros itens. "Uma característica que nos difere é a verticalização. Algumas fazem injeção de plástico na própria planta, mas praticamente nenhuma executa internamente fundição e usinagem", esclarece.

Na prática, essa característica torna o parque mais complexo e diversificado, o que acrescentou o desafio de incluir vários tipos de equipamentos, de máquinas com CLPs (controladores eletrônicos) a equipamentos sem nenhum recurso de gerenciamento online. "Com o suporte da PPI-Multitask, conseguimos sensorizar as máquinas legadas. Temos injetoras de alumínio de 30 anos, integradas aos sistemas de OEE, kanban eletrônico e gestão da produção", conta.

A flexibilidade e facilidade de integração da plataforma de MES, lembra Bortolozzo, foram muito oportunas para acelerar a padronização dos processos, e garantir conformidade aos programas de Qualidade, na incorporação das operações da Stanley. "O sistema facilitou a integração das novas linhas de produtos. O maquinário foi conectado ao PC-Factory e se replicaram as regras para OEE, subconjuntos e kanban", explica.

A Black&Decker produz em sua planta em Uberaba (MG) grande parte dos produtos destinados ao mercado latino-americano, incluindo seu carro-chefe, a primeira furadeira Black&Decker totalmente nacionalizada, além de ferramentas industriais das marcas Dewalt e ferramentas manuais Stanley.

Comente essa notícia