Notícias

Eletrônica e Informática

13/09/2017 - IPESI INFORMA

Panasonic Brasil compra empresa de cogeração de energia

A Panasonic Brasil anuncia a compra da Union Rhac, empresa de engenharia voltada para sistemas de cogeração, geração de energia elétrica e sistema de resfriamento através de chillers por absorção, com mais de 80% do market share no segmento. Com a aquisição, a multinacional japonesa passa a oferecer soluções ponta a ponta para sistemas de climatização e geração de energia elétrica a gás natural e biogás para médias e grandes empresas.

Em 2016, o faturamento de vendas da Union Rhac atingiu R$ 22 milhões. Para 2017, projeta-se um crescimento de 7%. Já em 3 anos, a meta é alcançar um resultado entre 20 e 30% maior do que em 2016. Os valores envolvidos na negociação não foram divulgados.

"A Panasonic está expandindo sua presença B2B no mercado. A estratégia é alinhada globalmente e marca um novo posicionamento da empresa para os 50 anos de Brasil. Ao adquirir a Union Rhac, o objetivo é fornecer soluções completas aos clientes - não apenas produtos, mas atendê-los em toda a cadeia desde concepção do projeto à manutenção", afirma Michikazu Matsushita, presidente da Panasonic do Brasil.

A Union Rhac é comandada pelo seu fundador José Carlos Felamingo. Há aproximadamente 80 funcionários, sendo que 40% estão na matriz da empresa, localizada em Barueri, na Grande São Paulo. Além disso, há profissionais alocados em diversas regiões do país para dar suporte nessas localidades.

"A Union Rhac continuará atuando independentemente, em Barueri. Futuras contratações ainda serão analisadas, mas não haverá corte de funcionários. A aquisição não é uma sobreposição de empresas e estruturas, e sim uma adição dos serviços da Union Rhac à Panasonic Brasil", frisa Matsushita.

José Carlos Felamingo continuará na liderança da companhia e os atuais acionistas serão membros do conselho. Contudo, a empresa passa a ser 100% da Panasonic, respondendo tanto à matriz no Japão quanto à filial brasileira, administradora.

Comente essa notícia