Notícias

Metal Mecânica

24/11/2017 - IPESI INFORMA

Volkswagen retoma a produção em três turnos na unidade Anchieta

A fábrica Anchieta da Volkswagen do Brasil, em São Bernardo do Campo (SP), acaba de iniciar a produção do sedã Virtus, desenvolvido especialmente para o mercado da região América do Sul, América Central e Caribe. Ao mesmo tempo, a unidade também está acelerando a fabricação do Novo Polo, que acaba de chegar ao mercado. A boa aceitação do Novo Polo, que já teve mais de 4.000 pedidos de compra, também motivou a retomada do 3º turno na unidade.

"Com o Polo e o Virtus, estamos iniciando a maior ofensiva de produtos da Volkswagen do Brasil de todos os tempos. Graças à grande expectativa do mercado pela chegada desses produtos, e ao sucesso do Polo, estamos acelerando a produção para abastecer os estoques de nossos concessionários e garantir o atendimento aos nossos clientes. Estamos trabalhando fortemente para conquistar uma posição cada vez mais relevante no mercado da América Latina", diz Pablo Di Si, Presidente e CEO da Volkswagen América do Sul e Brasil.

O retorno da produção em três turnos foi realizado gradualmente, acompanhando a curva de aceleração de produção do Novo Polo. Em uma primeira etapa desta retomada, em agosto, a fábrica voltou a operar em cinco dias na semana, o que possibilitou encerrar antecipadamente a utilização do PSE (Programa Seguro Emprego).

"Ao mesmo tempo que utilizamos medidas de flexibilidade para fazer frente aos desafios de mercado, também investimos fortemente na qualificação de nossas pessoas para a introdução de novas tecnologias e a produção de veículos ainda mais avançados, como o Novo Polo e o Virtus. É a excelência e o engajamento de nossos profissionais que garante a qualidade de nossos produtos e processos", diz Marcellus Puig, vice-presidente de Recursos Humanos da Volkswagen América do Sul e Brasil.

O Virtus e o Novo Polo receberam investimentos da ordem de R$ 2,6 bilhões para o seu desenvolvimento, produção e lançamento no País.

"A produção do Novo Polo e do Virtus proporcionaram à fábrica Anchieta a introdução de novas tecnologias de Indústria 4.0, posicionando a unidade como referência nesse conceito, que cria fábricas inteligentes, conectadas e flexíveis. Com maior assertividade e agilidade no processo produtivo, estamos cumprindo nossas metas de fabricação dos novos modelos", afirma o vice-presidente de Operações da Volkswagen do Brasil e América do Sul (SAM), António Pires.

Para a produção dos novos modelos, são utilizados aços de alta resistência, de ultra alta resistência e aços formados a quente, que proporcionam alta rigidez torcional, menor peso do veículo e, consequentemente, menor consumo de combustível, além de uma família de motores com bloco em alumínio.

"Num intervalo de apenas quatro meses, iniciamos a produção em série de dois modelos globais da Volkswagen, construídos com base na estratégia modular MQB. Esta conquista só foi possível graças à alta qualificação e ao empenho de nossos colaboradores. Estamos felizes por contribuir com este novo momento da marca Volkswagen no Brasil", destaca Mario Rodrigues, plant manager da fábrica Anchieta.

Os investimentos realizados na Anchieta contemplam inovações em todas as etapas produtivas da fábrica: a estamparia, onde as chapas de aço são moldadas, recebeu 214 novas ferramentas; a armação, onde as peças são unidas, formando as carrocerias, ganhou 373 robôs de última geração, mais rápidos, precisos e eficientes, assim como equipamentos de solda a laser, que fazem a união das peças por meio de um feixe de luz; a pintura foi reprogramada e customizada para receber as novas cores que acompanharão o modelo, além de um equipamento de aplicação de cera nas cavidades, garantindo uma proteção extra contra corrosão; na montagem final, onde o carro recebe todos os componentes mecânicos e elétricos, foi implementado um novo Fahrwerk - onde é feita a união da parte motriz do veículo (motor, transmissão e suspensão) com a carroceria.

O investimento também abrange uma completa modernização na área de planejamento, infraestrutura, TI e logística, com foco na aplicação de inovações da Indústria 4.0.

Comente essa notícia